Ética e coerência: Bruno Lamas devolve parte do seu próprio salário

Ética e coerência: Bruno Lamas devolve parte do seu próprio salário

A ação do vereador é por conta do episódio, ocorrido em 2012, em que os vereadores aumentaram o próprio salário. Na ocasião, a população da Serra ficou indignada, por conta da votação do projeto que passaria o salário para R$ 9.300,00 a partir do início de 2013 (nova legislatura). Demonstrando total coerência, ética e respeito à população, o vereador, que votou contra o Projeto de Lei, definiu que, mensalmente, durante todo mandato (que vai de janeiro de 2013 a dezembro de 2016) devolverá a diferença, no valor de R$ 2.291,20 contemplando diversas entidades sérias e de reconhecimento público.

A primeira doação foi para o Projeto Flauta Mágica (EMEF Feu Rosa) há um ano, na sequência também foram contemplados: projetos sociais da Comunidade de Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia São Pedro, Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no bairro Lagoa de Jacaraípe; Projeto Juventude Ativa; Lar Batista Albertine Meador; Domínio Corporal; Vitória Break; Clube da Melhor Idade Vida, de Nova Almeida; Comitê do Idoso de Jacaraípe; Interfami; Projeto Social Mais Vida e mais recente a Liga de Karatê do Espírito Santo/Projeto Esportivo Campeões do Futuro.
 

Tags:

Leia também

Acompanhe

Carregando...
Ver mais vídeos